Cãibras – Por quê sentimos cãibras – Como aliviar as cãibras

Cãibras

 

Cãibras, popularmente também chamadas de formigamento, são contrações involuntárias dos músculos que costumam surgir após exercício físico intenso, refeições e até mesmo durante o sono.

É uma dor paralisante, que pode durar por segundos ou até mesmo minutos. Apesar de a panturrilha ser um alvo preferencial, as repuxadas podem atingir também o abdômen, coxa, pés, mãos e pescoço.

A cãibra é um fenômeno multifatorial, porque não há uma única causa para sua explicação.

Mas ao longo dessa matéria vamos te mostrar os diferentes fatores que podem causar as tão dolorosas câimbras.
 

Durante ou depois da atividade física

Uma das explicações está em uma perca de sais minerais. Se a sua atividade física dura mais de uma hora ou é muito intensa, por exemplo, o suor faz o organismo eliminar bastante sódio e potássio, o que pode resultar nas contrações.

Os atletas são mais propensos a ter cãibras nas pernas depois de praticarem níveis de atividade superiores ao normal. Isso porque o esforço excessivo, como exercitar os músculos muito intensamente por um longo tempo, pode levar algumas pessoas a sentir mais cãibras no final do dia.
 

Se eu não pratico exercícios, por que sinto câimbras?

Fadiga muscular. Se você não pratica exercícios e durante o dia não se movimenta tanto (o que acontece com pessoas que trabalham em escritórios, por exemplo) os músculos se cansam durante o dia e podem causar mais cãibras durante a noite.

Alguém que não alonga seus músculos ou se exercita regularmente pode estar mais exposto a cãibras nas pernas. Os músculos das pessoas menos ativas fisicamente podem ser mais curtos, o que pode aumentar o risco de câimbras ou espasmos.
 

LEIA TAMBÉM:  COMO TIRAR O CERTIFICADO INTERNACIONAL DE VACINAÇÃO DE FEBRE AMARELA (CIVP)

Má posição corporal

Sentar ou deitar de certa maneira que restrinja o movimento ou fluxo sanguíneo para as pernas (como descansar uma perna na outra, ou com as pernas cruzadas) pode ocasionar cãibras. Por isso é sempre bom experimentar dormir em posições mais esticadas.
 

Pessoas mais velhas ou idosas

À medida que as pessoas envelhecem, elas também podem ter mais cãibras nas pernas à noite. Uma pesquisa realizada confirma que até 33% das pessoas com mais de 50 anos de idade sofrem cãibras noturnas crônicas nas pernas.

Isso pode se dar pela diminuição dos músculos.
 

Durante a gravidez

Também pode haver uma ligação entre gravidez e cãibras nas pernas à noite. Isso pode ser devido ao aumento das demandas nutricionais ou alterações hormonais no corpo durante a gravidez.
 

Efeito colateral da medicação

Muitos medicamentos listam cãibras musculares como efeito colateral.

Se você costuma a sentir esses espasmos e consome alguma medicação, preste atenção nesses: sacarose de ferro intravenosa, naproxeno, teriparatida , raloxifeno , levalbuterol , albuterol, estrogênios conjugados e pregabalina.
 

Qual é a duração e o que fazer?

A duração de uma cãibras é relativa entre segundos e minutos, mas a dor muscular pode durar até 24 horas. Pois isso, quando tiver espasmos novamente, faça esses exercícios:

  • Estique suavemente o músculo
  • Massageei a área com a mão
  • Flexione e estenda o pé para ajudar a estender os músculos das pernas
  • Aplique calor na área (compressa quente)
  • DEVO PARAR DE PRATICAR ATIVIDADES FÍSICAS?

 

A resposta é não! Não deixe de praticar sua caminhada, corrida, musculação ou qualquer tipo de atividade física por causa disso. Como não existem fatores específicos do que causam os espasmos, a solução mais simples é tentar evitá-lo ao máximo.

LEIA TAMBÉM:  Vacina russa Sputnik V revela 91,6% de eficácia contra Covid-19

Nós sabemos que o sinônimo de qualidade de vida é exercício físico, mas durante a sua atividade o suor faz o organismo eliminar bastante sódio e potássio, o que pode resultar nas contrações. Então devemos repor o máximo possível desses nutrientes.

 

Se possível, antes e depois de se exercitar, consuma alimentos que contenham:

  • Magnésio: uva, banana, abacate, grãos e derivados como a Granola, aveia, sementes e nozes como gergelim, amendoim, girassol e castanhas.
  • Potássio: beterraba, batata doce, espinafre, aveia, abacate, uva passa, amêndoa, couve, água de coco.

 

Uma boa opção é investir também em suplementos alimentares naturais.

Existem suplementos ricos em cálcio que podem te ajudar a repor os nutrientes importantes para os músculos, ossos, nervos, e que possam aumentar a sua energia para praticar as atividades diárias. Um deles é o Calcicrom.

Calcicrom é um suplemento rico em vitaminas e minerais essenciais para os ossos, músculos e nervos. Conta com a seguinte composição: cálcio, cromo e óleo de coco.

SEUS BENEFÍCIOS:

Auxilia no bom funcionamento dos dentes, nervos e músculos

Trata a osteoporose, osteomalácia e o raquitismo

Aumenta a energia do corpo

Reduz a inflamação de articulações

Controla o estresse

Promove bem-estar

Aumenta a imunidade

Auxilia no emagrecimento saudável

Combate o envelhecimento precoce

Acelera o metabolismo

Agora você já sabe as possíveis causas de uma câimbra, e sabe também como evitá-la. Descubra também como aumentar sua energia para os treinos.

Por Omecaps Oficial

Assine as Dicas Exclusivas de Saúde e Bem-Estar

Sobre Dra. Diliagni Tellez Matos 67 Artigos
Especialista em Clinica Geral, com Pós-graduação em Medicina Alternativa, cursos de Acupuntura, Terapia Auricular, Fitofármacos e Tratamentos Alternativos da Medicina Quântica. Membro da Associação Brasileira de Terapeutas Holísticos.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta