Estresse – Quais são os sintomas – Dicas para melhorar o estresse

Estresse

 

Estresse é uma resposta física do nosso organismo a um estímulo. Quando estressado, o corpo pensa que está sob ataque e muda para o modo “lutar ou fugir”.

Liberando uma mistura de hormônios e substâncias químicas como adrenalina, cortisol e norepinefrina para preparar o corpo para a ação física.

O estado de estresse por longos períodos pode ser prejudicial à saúde. Os resultados de níveis elevados de cortisol podem refletir em um aumento dos níveis de açúcar, pressão arterial, e uma diminuição da libido.

Se você está exposto ao estresse por períodos prolongados, ele provavelmente se tornará crônico, a menos que você tome alguma ação, tem dias em que o corpo reclama e a sensação de exaustão predomina é aí que é preciso repensar a sua rotina.

Uma crise de estresse é causada por inúmeros fatores, incluindo fadiga excessiva e falta de sono.
Quando frequentes, essas crises podem desencadear outras doenças se um médico não for procurado assim que o primeiro episódio acontecer. Por isso, é importante ficar atento aos sinais e cuidar para que eles sejam sanados — antes que evoluam para outras patologias.
 

Sintomas para reconhecer o estresse

  • Problemas com memória e esquecimento
  • Agitação, inquietação e pensamentos acelerados
  • Pessimismo, visão distorcida da realidade
  • Dores no peito, batimento cardíaco acelerado (arritmia)
  • Perda de libido
  • Alterações no humor (mau humor mais frequente)
  • Infelicidade, choro fácil e depressão

 

Como cuidar do meu estresse

Monitore o seu estado de espírito ao longo do dia. Se você se sentir cansado ou estressado, tome nota das causas, dos seus pensamentos e humor. Uma vez que você sabe o que te incomoda, você pode elaborar um plano de ação para tratar.
 

LEIA TAMBÉM:  Anemia – Sintomas – Remédios naturais para tratar a anemia

Como melhorar o estresse

  • Abrace alguém que goste: isso libera um hormônio chamado ocitocina que ajuda a ficar relaxado, o ideal é dar 8 abraços por dia.

 

  • Se permita alguns luxos: nada caro nem exclusivo, pelo contrário. Se permita dormir até mais tarde algum dia da semana, tomar um banho de mar, ir a um restaurante legal, faça uma massagem. Cultive pequenos hábitos de lazer.

 

  • Faça exercícios de respiração: uma prática usada na meditação e que é totalmente fácil de ser feita, siga a sequência: inspire contando até 4 – agora prenda a respiração e conte até 7 – em seguida solte o ar lentamente contando até 8. Repita sempre que necessário.

 

  • Atividades físicas: No exercício o corpo libera endorfina, o hormônio responsável pelo controle da tranquilidade e aumento da confiança. Não precisa ser atleta, basta ter a atividade na sua rotina, no mínimo 3x na semana, são várias opções: caminhada, futebol, yoga, bicicleta, dança, musculação, alongamento, e muito mais.

 

  • Use a escrita como uma terapia: Colocar todos os seus sentimentos, planos, medos e expectativas por escrito pode ser um excelente canal de autoconhecimento e um exercício de descompressão.

 

  • Identifique o que te causa o estresse: O que provoca estresse ao longo do dia? Os fatores causadores podem ser muitos, por isso é bom fazer uma varredura e descobrir o que provoca os problemas ao longo do dia, da semana, do mês. Conhecendo as origens, dá para trabalhar com o que pode ser melhorado.

Às vezes não tem como fugir, mas em vez de deixar o estresse entrar de vez, crie mecanismos de defesa para dar aquela contrabalançada. O problema é cumulativo, vai se manifestando aos poucos, fique atento aos sinais.

LEIA TAMBÉM:  Por que a meningite é tão perigosa?

 

5 etapas para melhorar o estresse

 

 

Uma das consequências mais graves do estresse é a baixa no sistema imunológico, o que abre portas para inúmeras doenças físicas e psicológicas. Não deixe que isso aconteça com você!

 

Como perder o hábito de se estressar?

Setenta porcento da população brasileira ativa sofre com o estresse, um número que deixa o Brasil no ranking dos países mais estressados do mundo.

Não somos os primeiros da fila. No resto do mundo todo este índice sobe para a assustadora marca de 90%.

Algumas coisas que podem ajudar você a gerenciar seus níveis de estresse são:

  • Durma bem
  • Alimente-se adequadamente, cuide de sua saúde.
  • Faça atividades físicas regulares, que sejam prazerosas para você.
  • Permita-se momentos de relaxamento e prazer. Descansar é fundamental.
  • Evite cigarros, cafeína, álcool ou drogas.
  • Tente encontrar alternativas, “rotas de fuga” para as situações mais estressantes que enfrenta, tais como trânsito caótico, excesso de trabalho ou estudos, discussões não produtivas.

Mais importante do que tudo é você se lembrar que o estresse não é um hábito. O que você faz em relação a ele pode vir a se tornar um hábito. Mas sempre há alternativas mais saudáveis para lidar com os fatores estressantes.

Se está sentindo alguns dos sintomas visite seu médico e não se automedique!

Por: Omecaps Oficial

Assine as Dicas Exclusivas de Saúde e Bem-Estar

Sobre Dra. Diliagni Tellez Matos 67 Artigos
Especialista em Clinica Geral, com Pós-graduação em Medicina Alternativa, cursos de Acupuntura, Terapia Auricular, Fitofármacos e Tratamentos Alternativos da Medicina Quântica. Membro da Associação Brasileira de Terapeutas Holísticos.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta