Orgasmo feminino – Benefícios na Saúde da Mulher?

Benefícios do orgasmo feminino

 

Ainda tem muitas pessoas que chegam na minha frente todos os dias com esse questionamento. “Quais são os benefícios do orgasmo feminino?” Também temos aquela situação em que infinidades de mulheres não sabem ou não tem certeza se realmente tiveram um orgasmo…

Segundo um novo estudo da Universidade de Louvain, na Bélgica, a habilidade de uma mulher de chegar ao clímax pode ter muito a ver com a sua capacidade de se concentrar em seu corpo e orientar seus pensamentos de certa forma.

A saúde da mulher tem sido um assunto que a pesar de ser muito tratado, ainda temos assuntos com algumas limitações e tabus. Mas vamos começar pelo começo:

 

O que seria um orgasmo feminino?

Assim você vai poder identificar com maior facilidade, más para falar a verdade, muitas pessoas não precisam saber, no momento em que acontecer não tem como não perceber.

O orgasmo feminino é uma sensação que corresponde ao ápice do prazer sexual. Ele dura poucos segundos e provoca o aumento da frequência cardíaca e respiratória, contrações involuntárias dos músculos ao redor do ânus e da vagina causando uma sensação de euforia e bem estar. Estudos relatam que existem mulheres que conseguem ter orgasmos sem ao menos tocar no parceiro. Elas sentem prazer apenas com a indução da sua imaginação e fantasias. Esse é um tipo de orgasmo inusitado (sonho, beijo e até o toque nos seios podem levar a ele).

É possível chegar ao orgasmo através da masturbação ou por meio da relação sexual, com ou sem penetração. Mas há quem pode ter orgasmo sem saber que caminho percorreu, ou como pode ter acontecido ( agora lembrei de uma amiga que tem orgasmos quando está em situações de ,muito estresses, ela conta que parou de ir na academia porque o exercício físico faz com que ela tenha orgasmos)  mas esse é assunto para outra conversa.

Uma posição que estimula o clitóris com a fricção é sempre um bom caminho. Posições em que a mulher tem mais o controle, como quando ela fica por cima do parceiro ou nos casos em que ocorre a penetração profunda atingindo o Ponto G, isso também contribui para um orgasmo feminino mais rapidamente.

LEIA TAMBÉM:  Pílula do Dia Seguinte – Como Tomar e Efeitos Colaterais

Que sexo faz bem para a nossa saúde, isso já sabemos, mesmo que seja uma contradição para alguns. Mas acredite ou não, saiba  o que acontece com o nosso corpo quando atingimos o ápice do prazer.
Não importa se você não tiver parceiro, o importante é melhorar a sua saúde e para isso também temos técnicas e ferramentas que podem te ajudar a chegar ao orgasmo durante a Masturbação.

Melhora no humor: Há vários dias, eu fiz um post numa das minhas redes sociais e aí apareceu um cara que falou para assim: “A minha mulher sempre está triste e com a cara amargada” eu tive que me conter para não explicar para ele em público o que acontece com sua esposa. ( Espero um dia ele ache o meu artigo) Em ambos os sexos, o orgasmo traz reações psicológicas e físicas. Do ponto de vista neurológico, aumenta o relaxamento, alívio de tensão e sensação de bem-estar.

Alguns trabalhos científicos já mostraram que, ao atingir o orgasmo feminino, há resposta e melhora na imunidade. As mudanças na fisiologia começam por conta da estimulação visual e tátil durante as preliminares, carinhos nas zonas erógenas ricas em terminações nervosas que proporciona esse nível de experiência. Esse estímulo afeta o sistema límbico, área do cérebro de satisfação e prazer. Sim, isso mesmo, coloquei preliminares em negrita, sabes por que? Pois porque existem e são fundamentais para proporcionar maior e melhor prazer a sua parceira ( É uma etapa que você nunca deve de pular, a não ser que goste de ver aquela cara triste na sua companheira.

 

Benefícios do orgasmo feminino para a saúde

Taquicardia e respiração acelerada: Durante o orgasmo aumenta a liberação da adrenalina, o coração começa a ficar acelerado o que da lugar a taquicardia, o que  aumente a quantidade de sangue que chega aos músculos, principalmente na região pélvica. O orgasmo também deixa a respiração mais acelerada e, apesar do ápice do prazer trazer relaxamento, antes de alcançá-lo os músculos do corpo começam a contrair e ficar mais tensos. Essa contração é causada pela liberação da adrenalina. Até os mamilos masculinos e femininos ficam rígidos quando o orgasmo está no processo.

LEIA TAMBÉM:  Maca Peruana 100% Natural - O Poder de Aumentar a Libido e a Fertilidade

Espasmos involuntários e pupilas dilatadas: Algumas mulheres podem experimentar espasmos involuntários na região do pescoço, dos braços, das pernas e dos pés, que são reflexos motores típicos desse momento. Outra alteração que pode ocorrer durante o orgasmo são as pupilas dilatadas, bem como a elevação da temperatura corporal durante a relação, o que pode fazer com que algumas pessoas transpirem mais durante o sexo.

Aumento da produção de hormônios:  Durante a relação sexual, alguns hormônios são liberados e estimulam o sistema nervoso parassimpático, provocando uma maior produção de saliva na hora do sexo. Segundo os especialistas, todo corpo se prepara para os segundos de prazer que estão por vir. A contração na área pélvica na hora do orgasmo provoca liberação de vários hormônios, dentre eles a endorfina, responsável pela sensação de prazer, e a ocitocina, outros estudos também fazem referencia a que muitos de estes hormônios podem ajudar na perdida de peso e diminuição da ansiedade e o estresse.

Como o orgasmo age nas mulheres: No momento do orgasmo, a mulher sente por poucos segundos, aproximadamente 15s, a contração de todos os órgãos pélvicos. Além de também sentir uma pulsação na entrada da vagina, que passa rapidamente. O clitóris também se retrai um pouco e no ponto G, localizado no interior da vagina, fica mais vascularizado e também aumenta a sensação de excitação.

Mas se você é das mulheres  que tem dificuldades para ter um orgasmo, não desanima, não, estamos aqui para te ajudar. Também existem algumas condições psíquicas, físicas, orgânicas que podem prejudicar o seu desempenho sexual, se for o caso consulte um especialista. Existem também alguns produtos de origens natural para aumentar a libido.

Não é só você, existem muitas mulheres com dificuldade para alcançar orgasmo só com a penetração. Segundo alguns estudos, essa é a realidade para um terço delas. Para a maioria das mulheres é fundamental que o parceiro invista nas preliminares, e capriche na masturbação ou no sexo oral para que haja uma maior estimulação do clitóris.

LEIA TAMBÉM:  “Viagra feminino”: A polêmica história da pílula rosa

Massagear a região com o dedo ou algum brinquedo erótico, durante a penetração, pode facilitar bastante a vida dessas mulheres e permitir que o casal chegue junto ao orgasmo. Segundo  especialistas, a masturbação ou automasturbação feminina é um ótimo exercício para explorar e conhecer o seu corpo melhor, você vai ser capaz de descobrir suas zonas mais erógenas, localização do ponto G, preferencias e qual seria a melhor posição para ter maior prazer.

Tudo que é mucosa tem terminação nervosa: na vagina, no ânus, na glande do pênis. Todo lugar com terminações nervosas tem potencial para ser estimulado a ponto de provocar o orgasmo, O clitóris centraliza mais, porque é o único órgão do corpo humano completamente voltado para o prazer, então querida amiga, capriche numa boa estimulação, porque orgasmo é uma das melhores sensações e todos merecem ter. Acho bom lembrar que o que facilita o desempenho e o orgasmo em si é o quanto a mulher está entregue para a relação e relaxada. Quanto mais ela praticar a relação sexual, se desligar do mundo externo, permanecer voltada para aquele momento, mais facilmente chegará ao orgasmo. Ter orgasmo não é impossível, então medite, coma saudável e pratique, pratique e eu já disse – pratique!

 

 

Assine as Dicas Exclusivas de Saúde e Bem-Estar

Sobre Dra. Diliagni Tellez Matos 67 Artigos
Especialista em Clinica Geral, com Pós-graduação em Medicina Alternativa, cursos de Acupuntura, Terapia Auricular, Fitofármacos e Tratamentos Alternativos da Medicina Quântica. Membro da Associação Brasileira de Terapeutas Holísticos.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta