PARE DE FUMAR: PASSOS PARA LARGAR O CIGARRO

 

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o tabagismo é a principal causa evitável de morte em todo o mundo, responsável por cerca de 8 milhões de mortes por ano. Isso significa que cerca de um em cada 10 mortes adultas no mundo é causado pelo tabagismo. Cerca de 80% dessas mortes ocorrem em países de renda baixa e média. O tabagismo é a principal causa de câncer de pulmão, mas também é responsável por muitos outros tipos de câncer, doenças cardíacas e pulmonares, entre outras doenças.

Algumas das principais doenças causadas pelo tabagismo incluem

  • Câncer de pulmão: O tabagismo é a principal causa de câncer de pulmão, responsável por cerca de 90% dos casos. O risco aumenta com o uso prolongado e o número de cigarros fumados diariamente.
  • Doenças cardíacas e vasculares: O tabagismo aumenta o risco de doenças cardíacas e vasculares, como infarto do miocárdio, derrame cerebral e doença arterial periférica. Isso ocorre devido ao aumento da pressão arterial, do colesterol e do risco de coagulação sanguínea.
  • Doenças pulmonares: O tabagismo também aumenta o risco de doenças pulmonares, como bronquite crônica, enfisema pulmonar e fibrose pulmonar. Isso ocorre devido ao dano causado pelo fumo aos tecidos pulmonares.
  • Câncer de boca, laringe, faringe e esôfago: O tabagismo também aumenta o risco de câncer de boca, laringe, faringe e esôfago devido à exposição prolongada aos compostos cancerígenos do fumo.
  • Doenças osteomusculares e articulares: O tabagismo.

 

Tratamento

O Ministério da Saúde oferece várias opções de tratamento para pacientes tabagistas. Algumas dessas opções incluem:

  1. Terapia de reposição de nicotina (TRN): Essa terapia é usada para ajudar os pacientes a superarem a dependência da nicotina. Ela pode incluir produtos como adesivos, gomas, sprays e pastilhas.
  2. Terapia comportamental: Essa terapia é usada para ajudar os pacientes a superarem os hábitos e as crenças associadas ao tabagismo. Ela pode incluir orientação individual, grupos de apoio e programas de desmame.
  3. Medicamentos: Alguns medicamentos, como bupropiona e vareniclina, podem ser usados para ajudar os pacientes a superarem a dependência da nicotina.
  4. Programas de orientação e apoio: O Ministério da Saúde também oferece programas de orientação e apoio, como programas de parar de fumar, para ajudar os pacientes a superarem o tabagismo.
  5. Campanhas de conscientização: O Ministério da Saúde também oferece campanhas de conscientização para alertar sobre os riscos do tabagismo e incentivar as pessoas a pararem de fumar.
LEIA TAMBÉM:  Dipirona (Metamizol) - Benefícios e Possíveis Riscos do Seu Uso

Algumas abordagens naturais

Existem algumas abordagens naturais que algumas pessoas usam para tentar parar de fumar, mas é importante lembrar que essas abordagens geralmente não foram amplamente estudadas e seus efeitos podem ser limitados. Algumas opções de tratamentos naturais incluem:

  1. Ervas e suplementos: Algumas ervas e suplementos, como a hipérico, a erva-de-São-João e a vitamina C, foram sugeridos para ajudar a reduzir os sintomas de abstinência.
  2. Acupuntura: Algumas pessoas usam a acupuntura para aliviar os sintomas de abstinência e ajudar a parar de fumar.
  3. Hipnoterapia: A hipnoterapia pode ajudar a mudar as crenças e os hábitos associados ao tabagismo.
  4. Terapias complementares: algumas terapias complementares como a meditação, a yoga, a relaxação e a aromaterapia, são utilizadas para reduzir o estresse e a ansiedade que possam ser associadas ao tabagismo

É importante lembrar que essas abordagens podem não ser tão eficazes quanto as opções de tratamento convencionais, e é importante discutir qualquer decisão de tratamento com um médico antes de iniciar qualquer coisa. É importante lembrar que o tabagismo é uma doença crônica e que parar de fumar é uma jornada difícil, e é importante buscar ajuda e apoio em todas as etapas.

Nunca esquecer que cada pessoa é única e que o tratamento deve ser personalizado de acordo com as necessidades e circunstâncias de cada paciente. É recomendado procurar por um médico e seguir suas recomendações para escolher a melhor opção de tratamento.

 

Existem diversos passos comprovados para ajudar as pessoas a parar de fumar.

Alguns passos incluem:

  1. Planejamento: Escolha uma data para parar de fumar e prepare-se para essa data. É importante deixar claro para si mesmo os motivos pelos quais você quer parar de fumar.
  2. Suporte: Obtenha o apoio de amigos, familiares e profissionais. Eles podem ajudá-lo a superar os desafios do processo de desmame.
  3. Substitutos de nicotina: Utilize produtos de reposição de nicotina, como adesivos, gomas ou chicletes, para ajudar a reduzir os sintomas de abstinência.
  4. Mudanças de estilo de vida: Faça mudanças no seu estilo de vida para evitar os gatilhos do tabagismo. Por exemplo, evite lugares e situações que o façam querer fumar.
  5. Tratamento médico: Converse com seu médico sobre outras opções de tratamento, como medicamentos, terapias comportamentais e programas de parar de fumar.
  6. Persistir: Parar de fumar é uma jornada difícil e é normal ter recaídas. Não desista, continue tentando e buscando ajuda até conseguir parar de fumar.
LEIA TAMBÉM:  Por que a meningite é tão perigosa?

Esses passos podem ajudar a aumentar as chances de sucesso na parada do tabagismo. Lembre-se de que o tabagismo é uma doença crônica e que parar de fumar é uma jornada difícil, e é importante buscar ajuda e apoio em todas as etapas.

Tratamento no SUS

O Sistema Único de Saúde (SUS) oferece diversas etapas para ajudar as pessoas a parar de fumar. Algumas dessas etapas incluem:

  1. Identificação: O primeiro passo é identificar os pacientes tabagistas. Isso pode ser feito através de questionários, entrevistas ou exames médicos.
  2. Encaminhamento: Os pacientes tabagistas são encaminhados para os serviços de saúde especializados, como hospitais, clínicas e centros de saúde.
  3. Avaliação: Os pacientes são avaliados por profissionais de saúde para determinar o melhor plano de tratamento. Isso pode incluir exames médicos, questionários e entrevistas.
  4. Tratamento: Os pacientes são tratados com terapias de reposição de nicotina, terapia comportamental e medicamentos, se necessário.
  5. Acompanhamento: Os pacientes são acompanhados regularmente para avaliar seu progresso e ajustar o tratamento se necessário.
  6. Apoio: Os pacientes são oferecidos apoio e orientação para lidar com os desafios do processo de desmame, tanto por profissionais de saúde quanto por grupos de apoio.
  7. Campanhas de conscientização: O Ministério da Saúde também oferece campanhas de conscientização para alertar sobre os riscos do tabagismo e incentivar as pessoas a pararem de fumar.

É importante lembrar que essas etapas podem variar de acordo com a disponibilidade de recursos e opções de tratamento disponíveis na região. O importante é que exista uma estratégia para identificar os tabagistas, e que eles tenham acesso a tratamentos eficazes e acompanhamento adequado.

Dicas importantes

Se você é um paciente tabagista, entendo que parar de fumar é uma jornada difícil e pode ser bastante desafiador. Quero lhe dar alguns conselhos para ajudá-lo a superar essa jornada:

  1. Lembre-se dos motivos pelos quais você quer parar de fumar. Talvez seja para melhorar a saúde, para economizar dinheiro ou para passar mais tempo com seus entes queridos. Lembre-se desses motivos quando sentir vontade de fumar.
  2. Obtenha o apoio de amigos, familiares e profissionais. Eles podem ajudá-lo a superar os desafios do processo de desmame.
  3. Faça mudanças no seu estilo de vida para evitar os gatilhos do tabagismo. Por exemplo, evite lugares e situações que o façam querer fumar.
  4. Não desista. Parar de fumar é uma jornada difícil e é normal ter recaídas. Não desista, continue tentando e buscando ajuda até conseguir parar de fumar.
  5. Busque ajuda profissional, seja com médicos, psicólogos, programas de desmame, entre outros. Eles podem lhe oferecer opções de tratamento e apoio adequado.
LEIA TAMBÉM:  Monkey-pox. O que é? Quais são principais sintomas?

Lembre-se também que é importante ser compreensivo consigo mesmo e não se julgar. O tabagismo é uma doença crônica e parar de fumar é uma jornada difícil. Com força de vontade, apoio e tratamento adequado, você pode superar essa jornada e alcançar sua meta de parar de fumar.

 

Benefícios

Quando uma pessoa para de fumar, ocorrem vários benefícios para a saúde, alguns deles são:

  1. Melhora na função pulmonar: Os pulmões começam a limpar-se rapidamente, o fluxo de ar aumenta e a tosse diminui.
  2. Melhora na pressão arterial e batimento cardíaco: A pressão arterial e o batimento cardíaco voltam aos níveis normais em poucas horas após a última dose de nicotina.
  3. Redução do risco de doenças cardíacas: O risco de doenças cardíacas é reduzido significativamente após parar de fumar.
  4. Redução do risco de câncer: O risco de câncer de pulmão e outros tipos de câncer também é reduzido.
  5. Melhora na fertilidade: Parar de fumar pode ajudar a melhorar a fertilidade tanto em homens quanto em mulheres.
  6. Melhora na aparência: A pele fica muito mais saudável.
Assine as Dicas Exclusivas de Saúde e Bem-Estar

Sobre Dra. Diliagni Tellez Matos 82 Artigos
Especialista em Clinica Geral, com Pós-graduação em Medicina Alternativa, cursos de Acupuntura, Terapia Auricular, Fitofármacos e Tratamentos Alternativos da Medicina Quântica. Membro da Associação Brasileira de Terapeutas Holísticos.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta