Vitaminas para Idosos – Os Suplementos mais Usados para Idosos

Os suplementos mais usados em idosos

 

Na atualidade a busca por vitaminas para idosos é cada vez maior. A esperança de vida tem ganhado um lugar reconhecido em todo o mundo. O Brasil envelhece de forma rápida e intensa. Segundo o IBGE, a população de idosos no Brasil é composta por 29.374 milhões de pessoas, totalizando 14,3% da população total do país. A expectativa de vida em 2016, para ambos os sexos, aumentou para 75,72 anos, sendo 79,31 anos para a mulher e 72,18 para o homem. Estudos mostram que o uso de suplementos para idosos ajuda consideravelmente na melhora da qualidade de vida.

Esse crescimento representa uma importante conquista social. Resultado da melhoria das condições de vida, com ampliação do acesso a serviços médicos preventivos e curativos, avanço da tecnologia médica, ampliação da cobertura de saneamento básico, aumento da escolaridade e da renda, o uso de suplementos para idosos, entre outros determinantes. Porém, com o avanço da idade, algumas alterações fisiológicas são bem comuns. Essas podem desencadear processos patológicos: como Hipertensão Arterial (HAS), cardiopatia, osteoporose, artrite, artrose, sarcopenia, diabetes tipo 2, demências entre outra.

Diversos trabalhos mostram que os suplementos e vitaminas para idosos, quando bem prescritos, podem contribuir na qualidade de vida do idoso. Ajudando a amenizar diversas patologias provenientes da idade, sedentarismo e maus hábitos alimentares. O consumo de suplementos deve ser sempre prescrito por nutricionista, pois cabe a ele saber a melhor forma de inserir no programa alimentar.

Para as pessoas idosas há uma tendência natural de se reduzir a quantidade de proteínas necessárias ao organismo. Com o processo de envelhecimento, é necessária a reposição de nutrientes que nem sempre são supridas pela alimentação. Isso pode comprometer a sua qualidade de vida.

 

PoliVit – O Melhor Suplemento Multivitamínico para Idosos

 

Normalmente a perda de massa muscular ocorre naturalmente. Adotar a prática de musculação e atividades físicas contribui para fortalecer os músculos que darão sustentação ao idoso. Este é período da vida em que os cuidados devem ser redobrados quanto a lesões e quedas.

As vitaminas para idosos repõem os nutrientes necessários para contribuir no processo saudável de vida.
A perda de força muscular começa normalmente por volta dos 40 anos de idade e se acentua após os 60 anos. Essa deficiência é designada de Sarcopenia e traz as seguintes consequências:

Perda de agilidade
Maior risco de quedas
Fraturas
Redução de equilíbrio, força e resistência.

Por isso é importante adotar uma rotina de exercícios diários e a reposição de suplementos nessa fase da vida.

 

Doenças Mais Comuns na Velhice

1. Doença Cardiovascular: Uma das principais causas de morte em todo o mundo. A doença cardiovascular é, de fato, o assassino número um de diversos países. A doença arterial coronariana é a forma mais comum de ocorrência da doença. Trata-se de um estreitamento ou bloqueio das principais artérias sanguíneas do coração. Tais obstruções e bloqueios podem ocorrer de repente (uma ruptura aguda) ou gradualmente se desenvolver ao longo do tempo, causando ataques cardíacos que podem ser fatais.

2. Doença Cerebrovascular (AVC): Quando um vaso sanguíneo no cérebro é interrompido e o sangue não pode fluir para uma parte do cérebro, ocorre um acidente vascular cerebral (AVC). As células do cérebro privadas do oxigênio morrem rapidamente e as consequências são extremamente sérias. Há dois tipos diferentes: isquêmico – quando um vaso sanguíneo é obstruído por um coágulo de sangue; e hemorrágico – quando uma hemorragia no cérebro é causada por uma ruptura do vaso sanguíneo. Um acidente vascular cerebral pode levar a deficiência grave ou até mesmo a morte, de acordo com a área de bloqueio, ruptura e gravidade.

LEIA TAMBÉM:  Vitamina K2 (MK7) – Benefícios, Dosagem Correta e Onde Comprar

3. Hipertensão arterial (hipertensão): Enquanto o coração está bombeando, a força que o sangue exerce sobre as paredes da artéria pode ser medida. Isso é conhecido como a pressão arterial. Quando você dorme ou descansa, sua contagem da pressão arterial é baixa. Quando você está animado ou sob estresse, sua contagem é alta. Além disso, a sua pressão arterial geralmente aumenta com a idade. A questão de ter os números cronicamente elevados, é que você pode enfrentar sérios problemas de saúde em seus vasos sanguíneos, rins, coração e em outros orgãos.

4. Câncer: O câncer se desenvolve quando células anormais crescem em uma taxa incontrolável. O que ocorre com maior frequença durante a fase mais tardia da vida. A Associação Americana de Câncer descobriu que 77% dos cânceres são diagnosticados em pacientes com idade acima de 55 anos. No Canadá, essa doença é a principal causa de morte de homens e mulheres. Os tipos de câncer mais comuns para idosos incluem: câncer de estômago, linfoma não-Hodgkin, bexiga, próstata, colo retal, pulmão, pele e câncer de mama.

5. Diabetes tipo 2: Diabetes faz com que os níveis de açúcar subam perigosamente, o que pode levar a problemas de saúde, incluindo ataques cardíacos, derrames, insuficiência renal, cegueira e lesões nervosas. A diabetes tipo 2 está se tornando cada vez mais comum. Com mudanças modernas que alteram a nossa alimentação e forma de liderar nossas vidas. Isso pode ser interrompido levando um estilo de vida mais saudável com exercícios regulares e uma dieta bem equilibrada.

6. Doença de Parkinson: O Parkinson é um distúrbio neurológico progressivo. Caracterizado por movimentos bruscos, rigidez e tremores visíveis. Sem surpresa, cerca de 75% de todos os casos de Parkinson começam após o paciente ter atingido 60 anos de idade. No entanto, a idade ainda é considerada apenas um dos fatores de risco. Outras razões pelas quais as pessoas podem ser mais propensas a contrair essa doença incluem, se eles foram expostos a toxinas químicas, sofreram lesões na cabeça, ou têm uma história familiar da doença na família. Os homens também são mais propensos do que as mulheres a sofrer de doença de Parkinson.

7. Demência (incluindo a doença de Alzheimer): A demência é caracterizada pela perda da função cerebral. Pode se manifestar como perda de memória, alterações de humor, confusão e dificuldade de comunicação. A complicação mais comum de tal demência é a doença de Alzheimer. Embora outras causas incluem, doença de Huntington, doença de Parkinson e demência vascular. Mesmo que a demência seja mais provável de ocorrer durante a velhice, ela não é vista como parte do processo de envelhecimento natural.

LEIA TAMBÉM:  Mais energia e disposição com o suplemento energético Toro

Outras

  1. Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC)
  2. Osteoartrite
  3. Osteoporose
  4. Cataratas
  5. Degeneração Macular Relacionada à Idade (AMD)
  6. Perda de audição

 

PoliVit – O Melhor Suplemento Multivitamínico para Idosos

 

Sugestão de Suplementos e Vitaminas para Idosos

A fim de evitar a perda de massa muscular, ajudar na manutenção da massa muscular, aumentar a imunidade e melhorar a nutrição para as atividades físicas, fica como sugestão o consumo de Suplementos Proteicos, Multivitamínico e Aminoácidos.

Suplemento para idosos

Entre os suplementos para idosos mais recomendados estão:

• Suplementos Proteicos (Whey Protein, Albumina, Rice Protein, Soy Protein, Pea Protein e outros)

• Multivitamínico

Suplemento de Cálcio

Óleo de Peixe (Ômega3)

• Hipercalórico

Suplemento de Cálcio para Idosos

Aumentar a ingestão diária de cálcio ou realizar a suplementação de cálcio também pode ser considerado como um bom meio de manter ou aumentar a massa óssea.

Complexo Vitamínico para Idosos

Exemplo de Vitamínico e Mineral:

Suplemento Multivitamínico

O consumo de Multivitamínicos, encontrado na forma de complexo vitamínico para idosos, fica bem indicado devido a quantidade de vitaminas e minerais, no qual pode suprir as necessidades diárias (IDR) em uma única porção.

De acordo com recomendação da ANVISA, é descrito como necessário o consumo das quantidades abaixo de cada micronutriente:

Vitamina A (600 mcg)
Vitamina D (5 mcg)
Vitamina C (45 mg)
Vitamina E (10 mg)
Vitamina B1 (Tiamina) (1,2 mg)
Vitamina b2 (Riboflavina) (1,3 mg)
Vitamina B3 (Niacina) (16 mg)
Vitamina B6 (1,3 mg)
Ácido fólico (240 mcg)
Vitamina B12 (2,4 mcg)
Vitamina B7/Vitamina H (Biotina) (30 mcg)
Vitamina B5 (Ácido pantotênico) (5 mg)
Vitamina K (65 mcg)
Colina (550 mg)
Cálcio (1000 mg)
Ferro (14 mg)
Magnésio (260 mg)
Zinco (7 mg)
Iodo (130 mcg)
Fósforo (700 mg)
Flúor (4 mg)
Cobre (900 mcg)
Selênio (34 mcg)
Molibdênio (45 mcg)
Cromo (35 mcg)
Manganês (2,3 mg)

O Multivitamínico para terceira idade é capaz de fornecer uma lista completa de vitaminas, podendo ser considerado como um complemento alimentar para idosos dos mais importantes.

Pode encontrar algum destes suplementos aqui: https://catalogo.omecaps.com.br/afidivul/?afiliado=9086

Benefícios do Óleo de Peixe

Entre os benefícios mais reconhecidos do ômega 3 está a proteção da saúde cardiovascular e cerebral.
Bom para o coração: O ômega 3 age de duas maneiras para proporcionar benefícios ao sistema cardiovascular. O EPA regula a atividade das plaquetas sanguíneas, evitando coágulos de sangue, que podem levar a um AVC ou infarto.
O EPA também reduz os níveis de triglicérides, um tipo de gordura que é ruim para o organismo quando está elevada. Já o DHA ajuda a evitar arritmias cardíacas, estabilizando a atividade elétrica no coração.

Ligado à saúde ocular, o Omega-3 ajuda a evitar a degeneração deste órgão. Outros pontos muito importantes nos quais esses lipídeos agem são na formação da bainha de mielina, um componente dos neurônios, e no recobrimento da retina ocular, parte dos olhos que tem o papel principal de transformar o estímulo luminoso em estímulo elétrico para o cérebro poder realizar o processo de enxergar.

Melhora na Pele, cabelo e unhas, devido ao seu estimulo na produção de colágeno. Ajuda a diminuir os níveis de colesterol no sangue.

Hipercalórico para Terceira Idade

Pode ser bem utilizado por pessoas que estão com dificuldade para o consumo ideal de calorias diárias. O Hipercalórico neste caso ajuda a fornecer a quantidade de macro nutriente e calorias, afim de evitar a sarcopenia.

LEIA TAMBÉM:  Coenzima Q10 – Benefícios, Como Tomar e Onde Comprar

Suplementos para Idosos com Alzheimer

O Alzheimer é uma grande preocupação e costuma atingir as pessoas a partir de 60 anos, sendo de difícil identificação prévia, o que dificulta um tratamento eficaz, embora estejam ocorrendo avanços nas pesquisas para o desenvolvimento de medicamentos para seu tratamento.

Suplementos alimentares para idosos podem estar disponíveis com a finalidade de conter o avanço desta terrível doença, inclusive com a divulgação de suplementos que podem reduzir a progressão da doença, em sua fase inicial.

O composto Souvenaid se mostrou bastante eficiente em pesquisas realizadas, percebendo-se melhoras na parte cognitiva das pessoas.
Esse medicamento possui uma combinação de ácidos graxos essenciais, vitaminas e outros nutrientes, ômega-3, colina, monofosfato uridina, fosfolipídios, antioxidantes e vitaminas B, que em conjunto servem a prevenção da doença.

No entanto os resultados apurados foram obtidos em pacientes em estágio inicial dos sintomas da doença.

O whey protein é um dos excelentes suplementos alimentares para idosos, pois sua base de proteínas extraídas do soro de leite possui altos índices de aminoácidos essenciais.

Este tipo de suplemento permite manter a massa muscular de forma adequada através de fornecimento de aminoácidos que permitem a reconstrução das fibras musculares, ou preservando as já existentes.

Assim, este é um suplemento altamente indicado para idosos e permite manter as condições adequadas para evitar transtornos nas articulações. Porém, seu uso deve atender a prescrições de médico assistente do idoso.

 

Conclusões

A terceira idade é um momento em que a maioria das pessoas deseja estar sem preocupações, apenas colhendo os frutos do que plantou durante a vida, cabe aos mais jovens proporcionar, ou melhor devolver a eles o que um dia eles ofereceram para nós com tanta dedicação.

Com a chegada da velhice mudanças importantes e problemas de saúde podem se apresentar. O nisso objetivo é alcançar a conscientização das famílias no apoio do paciente idoso, para lhe facilitar um envelhecimento saudável e com melhores hábitos de vida.

Sabemos que com a idade se perdem algumas habilidades, uma que devemos ter presente é a habilidade para a mastigação, muitos idosos não conseguem comer alguns alimentos já seja por serem algo duro ou simplesmente pela incapacidade de quebra-los ou ate dificuldade para engolir, é um dos fatores que podem causar alterações na alimentação normal; é por isso que uma suplementação adequada pode ser de grande utilidade para o bem-estar durante esta etapa da vida.

Importante lembrar que não é recomendável o uso de qualquer substancia sem antes ter consultado o médico ou nutricionista. Mesmo que seja comprados em sites confiável o indicado é realizar consulta médica previa. Isto facilitará a escolha do suplemento para idosos mais indicado, assim como o uso adequado do mesmo.

 

Assine as Dicas Exclusivas de Saúde e Bem-Estar

Sobre Dra. Diliagni Tellez Matos 67 Artigos
Especialista em Clinica Geral, com Pós-graduação em Medicina Alternativa, cursos de Acupuntura, Terapia Auricular, Fitofármacos e Tratamentos Alternativos da Medicina Quântica. Membro da Associação Brasileira de Terapeutas Holísticos.

1 Comentário

Deixe uma resposta