Cólicas do Bebe – Técnicas Naturais Para o Alivio

cuidados com recem nascido,recem nascido,recem nascido cuidados,cuidados com o recém nascido,recém nascido,enfermagem cuidados com recem nascido,como cuidar de um recem nascido,recem nascido enfermagem,recem nascido chorando,cuidados com o recem nascido,banho do recem nascido,cuidados com o recem nascido em casa,exame fisico recem nascido enfermagem,cuidados de enfermagem recem nascido,manual do recem nascido,banho do bebe recem nascido

 

As cólicas do bebe sempre são uma das situações mas complicadas de enfrentar para muitos Paes. Não importa se você é mãe pela primeira ou pela quarta vez, tanto faz, na hora que o nosso bebe começa a ter aquele choro de desespero que nos deixa totalmente impotente a gente fica sem saber o que fazer literalmente. É tanta a agonia que a maioria das mães termina chorando junto ao bebe.

A boa notícia para pais e cuidadores é que hoje existem técnicas que ajudam a aliviar os sintomas da cólica e acalmar os bebês para que consigam ter um bom sono. Ajudando assim, a aliviar o sofrimento da família inteira.

 

O que são as cólicas do bebê?

O termo cólica se refere a uma dor abdominal aguda, espasmódica, com agitação ou choro, durante pelo menos três horas por dia, mais de três dias na semana em pelo menos três semanas, em crianças saudáveis, geralmente ao anoitecer, sem uma causa identificável e com exame físico normal.

 

Aprenda como Resolver Todos os Problemas da Maternidade

 

Como saber se o bebê está com cólicas?

A cólica do lactente se refere ao choro súbito e inconsolável. A cólica típica se caracteriza por um ataque paroxístico de choro forte, agudo, estridente, “em crescendo”. O bebê se estica, fica vermelho, vira a cabeça para os lados, as mãos ficam crispadas, as coxas fletidas sobre o abdome; com frequência ocorre a eliminação de gases, que parece trazer um alívio por um pequeno período de tempo. O choro pode se prolongar por horas e se tornar inconsolável, o que traz aos pais sentimento de frustração e impotência.

 

Em qual etapa da vida são mais frequentes as cólicas do bebe?

Bibliografias confirmam que aproximadamente 20% dos recém-nascidos sofrem de cólicas. Esse problema usualmente surge na segunda semana de vida, intensifica-se entre a quarta e a sexta semana e gradativamente alivia, desaparecendo até o terceiro ou quarto mês de vida. Alguns autores referem que em um pequeno grupo de crianças pode persistir até o sexto mês de vida, mas os casos são menos frequentes.

LEIA TAMBÉM:  Mamãe de primeira viagem? Cheia de dúvidas e incertezas?

 

Porque acontecem as cólicas do bebe ?

Na verdade, na hora de falar das causas, existem várias teorias. A maioria dos autores coincide com que a cólica acontece por imaturidade do sistema digestivo do bebê. Essa imaturidade faz com que as paredes intestinais se contraiam e relaxem sem controle e isso pode resultar em gases e levar à cólica.

Outros autores assinalam variadas causas como, por exemplo:

Do ponto de vista da gastrenterologia, já foram sugeridos: imaturidade ou alergia gastrintestinal, intolerância ao leite de vaca, má absorção e refluxo gastresofágico. Reforçando a hipótese de que a cólica pode ser decorrente da intolerância ao leite de vaca, muitas vezes consumida pela mãe.

Algumas pesquisas sugerem que as alergias alimentares (a alérgenos a que os bebês são expostos no leite materno ou nas fórmulas) ou a exposição à fumaça do cigarro podem causar cólicas.

Segundo o Jornal de Pediatria:

“… Alguns autores também apontam para a importância da relação familiar, citam preocupações em relação à alimentação e o baixo nível de educação materna como fatores associados à cólica. Para outros autores, a cólica pode ser um sintoma de disfunção na díade mãe-filho e/ou desta no âmbito familiar. O ambiente se caracterizaria por uma manipulação inadequada devido à inexperiência, ansiedade, depressão ou raiva dos pais. Experiências de sintomas clínicos, descontentamento com a relação sexual na gravidez e uma vivência negativa no parto também têm sido associados à ocorrência de cólica, assim como isolamento social na gestação e uma mãe insegura na ocasião do nascimento. Por outro lado, trabalhos recentes sugerem a cólica como uma manifestação do desenvolvimento emocional normal, como uma menor capacidade do lactente em regular a duração de seu choro, ou que seja uma questão de temperamento “.

Também são apontadas outras como:  má técnica de amamentação.

 

Como ajudar o seu bebê?

  1. Primeiro que todo. Caso o desconforto persista é importante procurar a ajuda de um profissional especializado. Cólicas em excesso podem estar associadas à alergia alimentar ou a outras origens orgânicas. Evite medicar seu bebê sem conhecimento do seu pediatra.
  2. Quando seu bebê tiver cólicas, é importante prestar atenção ao seu estado emocional, estudos comprovam que somos capazes de transmitir o nosso estado de ânimo ao bebê através do toque. Cuidar de um bebê com cólica pode ser difícil e faz com que muitos pais se sintam ansiosos e despreparados, sem falar no estresse. Mas, bastante cuidado: não importa o grau de sensibilidade ou de frustração, nunca chacoalhe o bebê. Isso pode causar hemorragia cerebral, levando a danos permanentes e até a morte. Se você estiver se sentindo fora de controle ou incapaz de lidar com a situação, peça para um adulto em quem você confia para cuidar de seu bebê enquanto você se recupera. Se você estiver sozinha com seu bebê, coloque-o no berço ou outro local seguro e deixe o cômodo para fazer uma pausa. Relaxe e se acalme, isso te ajudará a acalmar ele com maior facilidade. Eu sei que é desesperador, mas ele precisa de você muita calma.
  3. Não se sinta culpada ao tentar acalmar seu bebê, segurar e confortar seu bebê não é mimar, é apenas uma tentativa de fazer com que ele se sinta melhor.
  4. Mantenha-se otimista. Esse período vai passar e ter um bebê com cólica não significa que você terá uma criança difícil no futuro.
LEIA TAMBÉM:  Testes obrigatórios no recém nascido - Quando e por que fazer

 

Prevenção das cólicas do bebe

Em minha opinião sempre uso esta sugestão como uma das mais importante: use uma correta técnica de amamentação. O uso de uma adequada técnica evitará mal-estar tanto no bebê como na mãe.

Amamentação em livre demanda! Além de confortar seu bebê, o leite materno possui bioativos que evitam a proliferação das bactérias ruins e protegem contra desconfortos. E como fala minha professora de pediatria, o leite da mãe cura tudo, tanto faz o que o bebê estiver sentindo, coloca ele para mamar que passa.

Depois de alimentar assegure-se de ajudar a expulsar os gases, isso também ajuda positivamente a diminuir o risco de cólicas.

Evite o uso da chupeta.

Assegure-se que seu bebê retirou as sonecas necessárias ao longo do dia. Um bebê recém-nascido, geralmente, não deve passar mais de duas horas acordado. Mas também não vai esquecer que ele precisa se alimentar em pequenos intervalos de tempo.

 

Algumas técnicas para acalmar o seu bebê

Aquecer a barriga do pequeno com compressas, oferecer colo, deixar a pele da criança em contato com a da mãe ou pai, fazer massagens com óleos indicados para o público infantil são algumas maneiras naturais de amenizar as cólicas.

  • Charutinho (rolinho)

A técnica do charutinho ou rolinho, como também é conhecida, consiste em enrolar o bebê recém-nascido em uma manta de pano elástico e macio. Dessa forma, a criança fica confortável e protegida. Depois, você poderá apertá-lo, sem machucar, é claro, de forma carinhosa, junto ao peito. Movimentos de balanço completam a prática que, que contribuiu para deixar a criança calminha durante crises de cólica.

  • Shantala

Trata-se de uma massagem indiana, que pode ser feita nos primeiros dias de vida do bebê e mais de uma vez ao dia. Ela usa movimentos leves que acalmam a criança, aliviam as dores e aumentam a ligação com quem a faz, como pais e mães. A massagem shantala é uma Prática Integrativa reconhecida pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

  • Banho de Ofurô (balde)
LEIA TAMBÉM:  Diminuição da eficácia dos anticoncepcionais. Posso engravidar?

Uma outra técnica usada para amenizar as cólicas é o banho de ofurô ou de balde mesmo. A primeira regra é comprar um ofurô próprio ou um balde exclusivo para esta finalidade. Não deve ser usado o mesmo da limpeza da casa. O banho deve ser feito com bastante cuidado para que não haja acidente algum. Mas, não tem muito segredo. É fácil fazer e vale a pena, desde a primeira semana de vida da criança. Coloque sempre seu bebê para arrotar. Assim, o desconforto causado pelos gases acumulados será diminuído.

 

Recomendações

Nunca, mas nunca mesmo ofereça chás, água ou qualquer tipo de alimento antes dos seis meses naqueles bebe que são alimentados exclusivamente com amamentação. Os chazinhos para o recém-nascido podem ser muito mais prejudiciais do que benéficos, além de aumentar o risco de contaminação. O leite materno é o alimento adequado, ideal para satisfazer todas as necessidades de recém-nascido, pois tem a quantidade necessária de água, nutrientes e outras substâncias capazes de cumprir as demandas do bebê.

Ante qualquer sintoma que o pequeno apresentar lembre que o mais importante é visitar ao Pediatra.

 

Aprenda como Resolver Todos os Problemas da Maternidade


 
 

 

Assine as Dicas Exclusivas de Saúde e Bem-Estar

Sobre Dra. Diliagni Tellez Matos 70 Artigos
Especialista em Clinica Geral, com Pós-graduação em Medicina Alternativa, cursos de Acupuntura, Terapia Auricular, Fitofármacos e Tratamentos Alternativos da Medicina Quântica. Membro da Associação Brasileira de Terapeutas Holísticos.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta